sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Restauração



Continuação dos Estilos Ingleses:Restauração

Busto de Carlos II, 1684
Após a renascença primitiva na Inglaterra entra-se no período conhecido como Restauração. É o momento em que Carlos II (29/05 1630 – 06/02/1685) reina a Inglaterra, a Escócia e a Irlanda de 1660, até o seu falecimento. O pai de Carlos II, Carlos I, tinha sido executado em 1649 e substituído por uma ditadura militar de Oliver Cromwell, que se auto-nomeou "Lord Protector". Carlos II subiu ao trono após a restauração da monarquia, pouco depois da morte de Oliver Cromwell. Foi casado com a princesa Catarina de Bragança, filha de João IV de Portugal. É um período em que a vida social e artística intensificou-se baseada no luxo e na pomposidade da corte francesa.
A arte dessa época tem forte influência do Barroco francês, dos estilos flamengos e holandês, um período considerado como a arte Barroca da Inglaterra.
Nesse momento de restauração da dinastia dos Stuart, um dos mais importantes e bem sucedidos arquitetos foi o Sir Christopher Wren, nascido em 1632.  Com o reinado de Carlos II, que Christopher conhecera na infância em Windsor, passou a frequentar a corte inglesa. Já tinha sua notoriedade reconhecida nas ciências, como professor em Oxford. Resolveu o problema da ciclóide de Kepler, desenvolveu técnicas de injeções e transfusões, inventou aparelhos mecânicos, entre outros feitos, mas a sua maior obra foi à reconstrução de Londres após o grande incêndio de 1666 que em cinco dias destruiu toda a capital inglesa, que contava com cerca de treze mil casas. Construiu ruas projetadas, praças, igrejas entre outros edifícios, figurando dentre eles a Catedral de Saint Paul, considerada sua principal obra. Vale ressaltar que nesse momento não existia a profissão de arquiteto, não dá maneira que vislumbramos nos dias atuais, os responsáveis pela arquitetura eram geralmente os estudiosos da física e da matemática, com o apoio de mestres carpinteiros e pedreiros.
Após este feito, em 1669, Wren foi nomeado “Supervisor das Obras Reais” sendo mantido pelos monarcas posteriores, até mesmo em 1688, quando William de Orange invadiu a Inglaterra e liquidou a dinastia dos Stuart.

Link para visualização do conjunto de igrejas elaboradas por Wren: 
http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_Christopher_Wren_Churches_in_London

Na decoração de interiores predominavam nas paredes os painéis de madeira, havia a grande influencia francesa dos tons dourados, espelhos e tapeçarias, mas com uma dose de recato que é peculiar ao estilo Inglês. Os painéis eram feitos de castanheiras ou carvalho. Usavam também papéis de paredes com motivos chineses, as portas e janelas tinham frontões, frisos e arquitraves e eram decoradas com a entalhação de Gibbons. Os tetos eram feito em argamassa com relevos onde destacavam-se frutas, flores e folhagens. Os salões mais ricos recebiam ornamentos dourados.
O conforto individual do mobiliário desse período ressaltou-se. O móvel da restauração difere do móvel da renascença primitiva pelo movimento das suas linhas, que tem espirais e curvas em S e C. Os móveis eram confeccionados em nogueira, o que diferenciou toda a técnica que era utilizada antes, no uso do carvalho.
Cadeira de carvalho, data provável 1660
Cadeira Carvalho, entre 1660-1680


Sofá de descanso, data provável 1660-1670

Cômoda estilo Restauração


Mesas e Candelabros com decoração de marfim, provável 1640-1680

Espelho esculpido em pinho, com detalhes em prata e pintura dourada, data 1665-1672

Mesa de nogueira e ébano com base de carvalho e pinheiro.

Painel de Martinus Van den Heuvel, em couro com detalhes dourados, 1670

Cadeira feita por Ralph Silverson e estofada por John Casbert (estofador da realeza) em 1661, com estofados de veludo, ornamentada com ouro e prata, usada pelo arcebispo William Juxon durante a coração de Carlos II


REFERÊNCIAS:
MASCARENHAS, Alayde Parisot. Arte e decoração de interiores. Rio de Janeiro: Tecnoprint Ltda, 1979.
VICTORIA AND ALBERT MUSEUM: The world's greatest museum of art and design. Disponível em:  http://www.vam.ac.uk/content/articles/s/style-guide-restoration/

Espero que gostem e ampliem suas pesquisas.
Até a próxima, Sylvana Marques.

Um comentário:

Renata disse...

Ah que bom vc estar de volta!!! Eu aprendo muuuito aqui com vc. Fiquei feliz!
Terminou o mestrado? Qual foi o título da dissertação?

Aqui tudo bem, obrigada pela visita e pelo carinho.
Beijos