quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Estilo Diretório Francês de Mobiliário

Mobiliário Francês: Estilo Diretório







P.S. Antes de começarmos o estilo Diretório, venho fazer um pedido ou dar uma dica que serve para todos nós, às vezes também me vejo nesse crime que é o PLÁGIO, pois publico correndo e esqueço de dar as autorias,as vezes baixo as fotos e esqueço de pegar o endereço do site, mas... Vamos tentar lembrar quando publicarmos fotos, textos ou qualquer coisa que não fomos nós que fizemos de colocar o autor, quem criou, quem realizou à obra(claro,se for possível), às vezes só pegamos e colamos e esse cola copia não é justo com quem cria. Sei que muitas coisas que vemos na internet ja está passando por aí a tanto tempo aleatóriamente que fica impossível acharmos seu criador, mas quando der vamos fazer isso, pelo menos o endereço ou nome do site, que tal ?

Já imaginou se tivéssemos criado algo lindo, cheio de significados para nós como um ambiente decorado, ou um móvel, uma bonequinha de pano ou um lindo artigo cheio de informações, seja lá o que for, mas é nosso, nós criamos e colocamos na nossa criação um pouquinho de nossas crenças, cultura, valores tudo que tem todo o nosso "toque". Derrepente vemos nosso trabalho, nossa inspiração, nossa criação por aí na internet sem ao menos uma menção ao criador, sem uma dica sequer de onde foi encontrada a nossa arte, como se ela tivesse surgido do nada ou se fosse de quem a publicou! Pôxa, se acontecesse comigo eu realmente me sentiria ROUBADA!





Embora somente o estilo Luís XVI seja descrito como neoclássico, os estilos posteriores como Diretório e Império também podem ser designados assim, pois são estilos provenientes de influências clássicas. A queda da realeza e a revolução francesa fizeram com que surgisse um estilo mais austero, simples e apaixonado pela antiguidade clássica.




Retrato de Madame Recamier,é o quadro mais célebre do pintor Jacques Louis David. A pintura tem os estilos de acordo com os modelos clássicos de esculturas; com composições e poses sem vida e sem movimento.

॰॰॰॰॰॰॰॰ ':.ﻶﻶﻉ.:' ॰॰॰॰॰॰॰॰॰ ':.ﻶﻶﻉ.:' ॰॰॰॰॰॰॰॰॰॰ ':.ﻶﻶﻉ.:'

O estilo Diretório abrange o final do reinado de Luís XVI. Após a Revolução foi um período em que a situação econômica da França estava péssima e, ao contrário dos nobres que apreciavam, tinham paixão pelas artes e valorizavam um trabalho artístico, a nova sociedade do Diretório era voltada às ostentações e aparências.

O Diretório é um estilo transitório entre Luís XVI e o Império, porém tem mais características do estilo Império.

Na arquitetura esse estilo pouco deixou e na decoração dos interiores o grande número dos elementos utilizados anunciavam a vinda do estilo Império.

O mobiliário do estilo Diretório evoluiu a partir de Luís XVI como se os estilos continuassem sem se perturbar com a revolução. Não aconteceu no mobiliário uma revolução artística súbita e completa como foi na política, filosofia e na sociedade.

No período os marceneiros mostraram lealdade ao regime, eliminando motivos e desenhos que lembrassem à monarquia. As proporções e linhas do estilo Luís XVI foram conservadas, tendo por ornamentos motivos clássicos ou revolucionários.


Os móveis eram pintados com tons esbranquiçados, às vezes com linhas vermelhas e azuis, que eram as cores da bandeira da liberdade.






Os móveis eram inspirados através dos baixos relevos gregos e romanos; continuavam com as pernas retas, às vezes as pernas de trás se curvavam ligeiramente para fora (arcadas), sendo denominadas por pernas “em sabre”. Os encostos eram curvos terminados em rolo exteriormente, voltados para trás terminando em voluta.









A mesa guéridon, antes redonda e de pé central, recebe três pés em bronze para sustentar o seu tampo de mármore trabalhado.

As cômodas, mesinhas, secretárias e penteadeiras recebem linhas mais rígidas.
















Surge o “psyqué” que é um espelho emoldurado móvel, preso entre dois montantes de madeira ou metal.





A campanha do Egito põe em evidencia os obeliscos que passam a ser usados na arquitetura e na decoração.

O papel de parede nesse período vem com força total e com enormes cenários.
':.ﻶﻶﻉ.:'
Fontes:

Bibliografia: Louis Madelin – La France du Directoire; Alayde Parisot – Arte e Decoração de Interiores; Curso Nida Chalegre – A História do Mobiliário.
Pesquisas na Web ( artigos e ilustrações): Wikipédia (
www.wikipédia.org); French Furniture in the Eighteenth Century (www.metmuseum.org); The Royal Collection (www.royalcollection.org.uk); French Directoire Period (www.rubylane.com).
':.ﻶﻶﻉ.:'
':.ﻶﻶﻉ.:'
A todos que tem acompanhado os estilos de mobiliários:
Um grande abraço,
Aguardem o Império de Napoleão...
Bjs,
Syl.

5 comentários:

Edna Alves disse...

Nossa lindo esse estilo Sil,adorei.
Tenha um tranquilo FDS!
Bjs

Jussara Gehrke disse...

oi Sil!
nos domingos arrumo um tempo para dar uma volta nos blogs, ver as novidades, e cheguei até aqui... tá excelente seu post, parabéns!

coloquei seu link lá no Juju.

bjs
Ju

Claudia disse...

Ja falei, mas vou repetir, venho aqui pra ter aulas com vc. Muito bom !
Beijos

Inspirações da Jô disse...

Menina,
Que espelho é esse?Fiquei fascinada pelo "Psyqué", é isso mesmo?
Amei a continuação!!!!Estou adorando tudo isso!!!!
Beijos!!!!!!

Plotex Adesivos Decorativos disse...

muito legal esses toques que está passando, parabéns e gostaria de ver mais adesivos decorativos, rss